Skip to main content
COVID-19Saúde

Dose de reforço da vacina: infectados por gripe ou covid podem tomar?

Ainda existem dúvidas a respeito de algumas observações sobre a vacina do Covid. Vamos sanar esta dúvida muito comum neste artigo.

A resposta para a pergunta título do artigo é, sim. Mesmo os pacientes que foram diagnosticados com Covid de forma recente, não só podem, como devem estar em dia com as doses de reforço. Contudo, existe uma observação.

As pessoas que se encontrarem com alguns sintomas como febre, tosse recorrente, coriza e dor, antes de tomar a dose de reforço, o mais indicado é realizar um teste antes para confirmar se está ou não com o vírus.

Caso o paciente tenha dado positivo, é importante aguardar em média 30 dias, contando a partir do dia que percebeu os sintomas, para então receber a dose indicada de reforço.

Por isso, entenda a seguir mais informações que você precisa estar atento para todos os cuidados nesta etapa. E saiba também como a dose de reforço é importante para você. Confira!

Médicos plantonistas na palma da sua mão

Quero consultar agora

Médicos plantonistas na palma da sua mão

Paciente com sintomas, deve tomar a vacina?

Conforme observado acima, é importante, antes de tomar a vacina, saber se está ou não com Covid.

Caso o paciente realize o teste e tenha resultado negativo, o recomendado é que aguarde somente por alguns dias, até que os sintomas melhorem e, em seguida, garantir sua ida ao posto de saúde.

Antes de qualquer coisa, em períodos como esse, quando uma pessoa apresenta sintomas sugestivos da Covid, alguns cuidados devem ser considerados. Mas antes de qualquer medida, é importante a realização do teste.

No entanto, é recomendado que pelo menos dois testes sejam realizados. Mas, lembrando que, esses devem ser feitos a partir do terceiro dia, depois de observar os sintomas. Então porque seria importante a realização de dois testes para a pessoa saber se está com Covid?

Segundo profissionais da saúde, quando a pessoa está com os sintomas, no entanto, o primeiro teste deu negativo, pode-se realizar o segundo, a partir do quinto dia. Ou seja, essa é a maneira mais assertiva para saber se de fato está com Covid ou não para tomar a segunda dose de reforço.

Mas, como falado no começo, caso o paciente tenha feito o teste e o mesmo tenha dado positivo, para tomar o imunizante de reforço, é necessário aguardar 30 dias.

A contagem desses dias deve ser feita a partir do primeiro dia quando a pessoa começou a sentir a presença da infecção.

Atualmente é muito mais fácil realizar o teste rápido para identificar se está com Covid. Isso porque, além dos postos de saúde, as farmácias também contam com a venda dos testes. O que pode deixar que a pessoa fique informada ainda mais rápido.

Importância de respeitar os prazos em relação aos sintomas da Covid

É necessário um espaço de 30 dias antes de tomar a vacina de reforço. Essa, na verdade, é a classificação de tempo geral para que o imunizante esteja otimizado. Isso porque, quando uma pessoa está com Covid, seu sistema imune automaticamente ativa um alerta para que as espécies virais sejam neutralizadas.

Com isso, se a pessoa tomar a vacina estando com Covid, certamente poderá comprometer a eficácia da mesma. Já que, durante o estado de infecção, todas as células estarão empenhadas em realizar uma espécie de contra-ataque ao Covid.

Sendo assim, o imunizante poderá passar sem ser notado. Dessa forma, não cumprirá seu efeito de proteção.

Quando a pessoa consegue aguardar os 30 dias indicados, o esperado é que toda a capacidade do sistema imune do paciente já esteja em equilíbrio. E com isso, sua resposta com relação a vacina será muito mais adequada.

Antes de tudo, abre-se um esclarecimento de que, se uma pessoa estava com Covid e mesmo assim tomou a vacina, não precisa se preocupar. Isso porque, ela não está correndo risco de nenhum evento inesperado.

Também quer dizer que o paciente não sofrerá com efeitos colaterais. Contudo, conforme analisado anteriormente, o que é comprometido, nesse caso, é a efetividade do imunizante no organismo.

De toda maneira, o Ministério da Saúde recomenda que a pessoa siga todas as doses de reforço estabelecidas.

Saiba a importância das doses de reforço

Agora que você já sabe se infectados por gripe ou Covid podem tomar a dose de reforço, é importante compreender sobre a importância de uma ativação maior desse imunizante no organismo.

Com isso, é indispensável que todas as pessoas estejam em dia com as doses de reforço contra a Covid. Sua eficácia é tão evidente que além de proteger contra o vírus, garante imunização contra as demais variantes.

E mesmo aqueles que já pegaram Covid devem tomar as vacinas. Isso porque, quanto mais as pessoas estiverem vacinadas, mais o organismo estará protegido. Proteção essa superior ao que foi gerado pelo vírus, ao pegar Covid.

Em estudo realizado em pacientes que seguiram tomando todas as doses determinadas, considerou que com a dose de reforço, toda a proteção no organismo é restabelecida.

Isso porque, de acordo com as análises, depois de seis meses, foi comprovado que o nível de anticorpos cai. Por isso, a Saúde estabeleceu o calendário de doses de reforço.

Sem contar que, ao cumprirem o calendário de vacinação contra a Covid de forma rigorosa, existirá uma clara identificação das reduções de casos da doença.

Não tomei a dose de reforço, o que devo fazer?

A realidade é que muitas pessoas em condições de serem imunizadas ainda não cumpriram com o calendário determinado. E além de estarem adiando uma etapa tão importante como essa, é certo que também estão correndo outros riscos maiores.

Por isso, se você está ciente do quanto a dose de reforço é importante, mas ainda não tomou a sua, não espere mais tempo. Procure o posto de saúde da sua Cidade, leve seus documentos e solicite a dose condizente.

Caso esteja nas condições citadas acima, e apresenta características relacionadas à infecção, aguarde o período indicado. E assim que estiver bem, dê entrada no posto para estar em dia com as suas doses de reforço contra a Covid.

Tenho dúvidas, gostaria de passar uma consulta antes, como fazer?

É certo que não só a Covid, mas em tempos de pandemias, é comum as incertezas. E com muitas informações, na maioria das vezes, as pessoas acabam ficando paralisadas no campo das dúvidas.

Mas para que você se sinta mais confiante, pode sim, antes, passar por uma consulta com um médico. E você pode garantir esse atendimento médico 24h de forma completamente online.

Totalmente disponível para qualquer pessoa, o atendimento médico à distância pode possibilitar inúmeras vantagens aos pacientes.

Mesmo porque, muitos, por conta de suas condições atuais de saúde, não desejam aguardar por horas, para um atendimento médico na fila de um pronto-socorro, por exemplo. Nesse caso, a consulta online é a melhor indicação.

Por meio de um atendimento ágil e completamente preciso, você pode agendar a sua consulta com diferentes especialidades médicas. Além de escolher pela especialidade, o paciente pode também determinar a data e horário que melhor se encaixam em suas necessidades.

Na verdade, a teleconsulta foi um dos mecanismos benéficos que foram mais motivados durante a pandemia. E mesmo agora, são recursos ainda mais bem-vindos. Em relação aos custos, os pacientes não precisam se preocupar.

Isso porque, a teleconsulta não é cara. Então se torna totalmente acessível aos pacientes que desejam aderir a essa modalidade.

Dentre as especialidades médicas, a pessoa poderá marcar consulta com psiquiatras, urologistas, clínicos, pediatras, ginecologistas, dermatologistas, entre outros.

Sem contar que, além da qualidade nos atendimentos, os pacientes podem garantir a renovação de sua receita médica.

Afinal, esse é um dos fatos que contam pontos para o atendimento online. Uma vez que, não é necessário aguardar por meses para um reagendamento com o seu médico.

Além de todos esses benefícios, os atendimentos médicos online 24h, através da telemedicina, garante aos pacientes descontos em exames laboratoriais diversos e de imagem também.

Como a teleconsulta funciona?

Por meio de mecanismos simplificados e otimizados, a plataforma é de simples acesso. Para que uma pessoa consiga realizar uma consulta, basta escolher se deseja uma consulta por plantão 24h ou por agendamento com especialista, tudo 100% online .

A plataforma é tão bem estruturada que os médicos realizam os pedidos de exames diretamente nela. Isso permite ainda mais autonomia ao paciente, que receberá tudo que é preciso ao final de cada consulta.

Em relação às receitas, o profissional irá realizar a solicitação também de forma eletrônica. Tudo isso, a partir de sua assinatura digital. Com isso, o paciente terá acesso à receita através de um link que chegará para ele no SMS.

Alinhada com os melhores suportes tecnológicos, as receitas disponibilizadas também poderão ser utilizadas via QR Code ou o paciente poderá baixar em PDF, imprimir e encaminhar até a farmácia.

Gostou dessas soluções? Então acesse e inicie seu atendimento!