Skip to main content
Saúde

A importância de cuidar da sua saúde mental

By 04/07/2022julho 13th, 2022No Comments

Os cuidados com a saúde mental são essenciais para o bem estar de todo indivíduo, contudo o tema ainda é, por muitas vezes, tratado como um tabu

Infelizmente alguns preconceitos ainda se perpetuam frente ao assunto, um estigma de que cuidar da saúde mental seria frescura ou motivo de vergonha. O que afasta muitas pessoas na busca por ajuda, mesmo com a crescente onda de informações e debates sobre.

Pois assim como o corpo, a mente também precisa receber a devida atenção. Principalmente em uma realidade como a atual, com um ritmo acelerado de inovações e estímulos tecnológicos, mudanças na rotina, tal como instabilidade política e econômica.

Leia também: Sintomas físicos e psicológicos da ansiedade

Médicos plantonistas na palma da sua mão

Quero consultar agora

Médicos plantonistas na palma da sua mão

O que é Saúde Mental?

A Organização Mundial de Saúde, destaca que a saúde mental é um estado de bem-estar físico, mental e também social. Ou seja, está ligado a diversas dimensões da existência humana, assim como a fatores externos referentes à sociedade e ao ambiente.

Não está ligado a ausência de enfermidades ou infortúnios. Mas ao cenário onde o indivíduo consegue lidar com as adversidades inerentes à vida, assim como desenvolver suas habilidades, emoções e relações sociais de forma saudável e produtiva.

Por que é importante cuidar da Saúde Mental?

Dar a devida atenção a ter uma mente saudável é fundamental e impacta diretamente na qualidade de vida do ser humano. Isso pode ser observado desde a infância até a idade adulta. Cuidar da saúde mental, reflete em diversos aspectos da nossa jornada.

Uma pessoa que está psicologicamente bem, não deixa de sentir e experimentar emoções diárias, sejam boas ou ruins. Mas consegue, de forma equilibrada e harmoniosa, lidar com os dilemas, investindo em relações familiares ou profissionais mais saudáveis.

Exatamente, as relações familiares e sociais são impactadas. Afinal o ser humano consegue estabelecer limites, lidar com traumas, também sentir-se mais confortável em expressar os sentimentos, entender erros e assumir a responsabilidade pelas ações.

Uma pessoa com a saúde mental saudável, pode também conseguir as ferramentas para desenvolver harmoniosamente as relações e obrigações de trabalho. Auxiliando na busca por concentração e foco para realização das atividades necessárias.

Do mesmo modo, a relação com si próprio é o principal destaque. Estar saudável pode refletir no autocuidado e respeito que dedicamos a nós mesmos. Auxiliando que outras doenças possam se desenvolver, provocadas pelo estresse e também a depressão.

Quando é a hora de cuidar

Como o zelo que desenvolvemos em cuidar diariamente do nosso corpo, da saúde física, deve-se atentar para os cuidados da saúde mental. Ou seja, sempre é tempo de procurar ajuda psicológica, mesmo quando não há sinais incômodos.

Contudo, alguns sinais podem acender o alerta vermelho, indicando que é o momento de procurar por auxílio. Sintomas que envolvem tanto o emocional, quanto o reflexo desse desequilíbrio no corpo humano, atrapalhando o dia a dia do indivíduo e suas relações.

Um dos sinais é a perda de apetite sem um motivo físico, ou seja, sem que haja uma razão aparente, como medicação ou doença física. Do mesmo modo, também deve-se estar atento ao desenvolvimento de compulsões, como a alimentar.

Tal como, a presença de alterações bruscas no humor também pode ser um sinal de alerta. Momentos de grande euforia, seguidos pela inércia e demasiada tristeza. Cenário que esteja dificultando a vida em família, amigos ou mesmo profissional.

A ampliação de sentimentos negativos, como o medo, angústia, falta de perspectiva e raiva, também requer a devida atenção. Principalmente quando, esses sentimentos, são acometidos em níveis exagerados e descontrolados.

A saúde mental quando afetada também pode ser observada através de sintomas físicos, que não apresentam razão aparente. Como a falta de energia intensa, tal como dores e tensões no corpo.

Esses e outros sinais revelam a necessidade da busca pelo cuidado psicológico. Contudo, deve-se ressaltar que não é preciso os sinais aparecem para procurar por ajuda, isso pode e deve ser feito quando desejar.

As consequências de não cuidar

Cenários de instabilidade política e econômica, como o provocado pela pandemia, por exemplo, auxiliam a intensificar quadros de transtornos mentais. Em 2019, a OMS indicava o Brasil como o país com maior índice de pessoas sofrendo por ansiedade no mundo.

Com a pandemia, esse quadro se intensificou, fazendo com que muitas pessoas vissem sua saúde mental ser afetada diretamente. Dessa forma, as consequências de não cuidar para manter saudável a vida psicológica são grandes e podem ser observadas na sociedade.

Os transtornos mentais, que podem ser designados como a presença de um estado alterado de saúde, sem a presença do diagnóstico ainda em curso. E as doenças mentais, ou seja, os casos diagnosticados de falta de saúde devido a uma causa, crescem.

Com isso, temos a perda da qualidade de vida, e o crescimento de diagnósticos de doenças como depressão, ansiedade, esquizofrenia, distúrbios de personalidade e também alimentares. Doenças sérias, que requerem o acompanhamento médico adequado.

A importância de uma vida física saudável

Os cuidados com a saúde mental podem ser acompanhados pelos cuidados com o corpo físico. Pode parecer que são atividades separadas que não interferem uma na outra, mas pelo contrário, a busca por uma vida mais saudável engloba as duas áreas.

Manter uma alimentação adequada e nutritiva auxilia na produção de vitaminas e hormônios que ajudam na saúde do corpo e da mente. Por isso, é importante investir em alimentos naturais, evitando industrializados, assim como excesso de açúcares e gordura.

As atividades físicas podem ser inseridas de forma simples e sem grandes pressões, de forma a não despertar quadros de ansiedade. Começando por práticas como caminhada, ioga, medição, e investindo em esportes ou dança.

Desse modo, a saúde mental pode ser beneficiada pela sensação de bem estar que as atividade físicas proporcionam. Além de ajudar na socialização, ampliando a capacidade do indivíduo de aproveitar novas experiências e contato humano.

Imprescindível para uma vida física saudável, assim como mental, é procurar sempre ter boas noites de sono. Desconectando-se de aparelhos eletrônicos e permitindo-se descansar, para recuperar as energias, diminuindo a sensação de cansaço.

Equilíbrio é necessário

Os cuidados com a saúde mental também passam pela capacidade de se permitir ter momentos de relaxamento e descontração, em equilíbrio às obrigações diárias. Seja na vida pessoal, ou também no âmbito profissional.

Uma das doenças que cada dia vem se tornado mais comum na sociedade é a conhecida Síndrome de Burnout. Um distúrbio emocional, caracterizado pela exaustão extrema, incluindo quadros de ansiedade, estresse e esgotamento físico.

Sua causa está em situações desgastantes de trabalho, frente ao excesso de tarefas, competitividade ou responsabilidade. Ou seja, o excesso de trabalho é o gatilho para essa síndrome que demanda acompanhamento profissional.

Por isso, é sempre importante buscar o equilíbrio. Não abrindo mão de contato social com amigos e familiares, descansos nos finais de semana e folgas, horário de sono e descanso. Para isso é preciso conhecer os próprios limites e saber a hora de parar.

O equilíbrio também consiste em separar um tempo para cuidados próprios. Seja relacionado à estética, ao físico ou também a reservar aquele espaço na agenda para sentir-se confortável dedicando tempo a algo que só a ti interessa.

Não tem limite de idade

Buscar ajuda e cuidar para ter uma saúde mental mais equilibrada pode e deve ser feito em qualquer fase da vida humana. Não há limite de idade para que a pessoa busque ajuda, podendo ser feito sempre que a pessoa achar necessário.

Comumente, por ideias preconcebidas e carregadas por preconceitos, o indivíduo adulto reluta em buscar ajuda psicológica. Muitos, usam a retórica de já estarem em idade avançada para tal cenário.

Contudo, é preciso ressaltar que sempre há tempo para aprender e se aperfeiçoar em novas práticas. Por isso, cuidar para ter uma vida psicológica saudável pode ser experimentada independente das décadas vividas.

Envelhecer com qualidade de vida, é conhecido como envelhecimento ativo e cuidar da saúde mental pode auxiliar nessa fase. Afinal, as mudanças enfrentadas são grandes e podem gerar angústias e dúvidas, que pode receber devido auxílio profissional.

Não tenha medo de pedir ajuda: Faça terapia

Muitas vezes, durante a vida, mesmo com todos os cuidados que tentamos ter, podem ocorrer desequilíbrios. São cenários normais para qualquer indivíduo e podem ser desencadeados pelas mais diversas situações.

Em momentos assim, é essencial entender que não é demérito ou vergonha buscar ajuda profissional. Pelo contrário, demonstra a vontade de cuidar da própria saúde e força em encarar os próprios medos e traumas.

Não é preciso sofrer em silêncio e sozinho, busque sempre uma rede de apoio. Um psiquiatra, ou psicoterapeuta, é um profissional especializado e capacitado para ajudar o indivíduo que busca melhorar a saúde psicológica.

Outro fator que merece atenção, é seguir a orientação médica tomando os remédios indicados, caso seja necessário. Do mesmo modo, se acontecerem reações indesejadas é preciso retornar um profissional para que nova medicação possa ser receitada.

É sempre importante ressaltar, que ao contrário do que afirmam preconceitos, cuidar da saúde mental é de extrema importância. Devendo, assim, ser uma prática experimentada por todos, mesmo caso não haja um sintoma aparente.

Dessa forma, doenças como depressão, ansiedade e estresse podem ser evitadas. Dando espaço para uma vida mais equilibrada e saudável em todos os aspectos. Seja física ou psicologicamente.

Buscando por mais conteúdo como esse ou gostaria de conversar com um especialista? Não deixe de acessar nosso site e entrar em contato conosco.