Skip to main content
Saúde

Sintomas físicos e psicológicos da ansiedade

Presentes em momentos de estresse, os sintomas da ansiedade podem se tornar um problema. Confira causas, sintomas e como controlar a ansiedade.

A ansiedade tem sintomas que se manifestam tanto psicologicamente quanto fisicamente. A nível emocional esses sintomas ocorrem em forma de preocupação, insegurança, medos, entre outros. Já a nível físico esses sintomas vêm geralmente como tremedeira e aperto no peito. Não é raro que os sintomas de caráter tanto físico quanto emocional se manifestem simultaneamente.

Os sintomas da ansiedade em adultos costumam aparecer quando há alguma exposição ao estresse, como fazer provas, entrevista de emprego etc. Nesse sentido, a ansiedade pode ser considerada comum a todos, ou seja, quando esse sentimento desagradável ocorre ocasionalmente. A ansiedade também acontece com crianças, no entanto, para elas é difícil explicar o que estão sentindo.

A ansiedade passa a ser um problema quando esta está sempre presente em nosso dia a dia, atrapalhando nossas relações e o modo como vivemos.

Leia também: 92% dos brasileiros apresentaram sintomas de depressão na pandemia

Médicos plantonistas na palma da sua mão

Quero consultar agora

Médicos plantonistas na palma da sua mão

O que causa ansiedade?

O que provoca a ansiedade em uma pessoa é um assunto que até hoje está em discussão. No entanto, há sim algumas razões que causam a ansiedade, como genética, ou ter de lidar com ocorrências dolorosas na vida, como a perda de um ente querido, ou término de relacionamentos etc.

Vamos conferir mais sobre esses principais fatores, que podem fazer aflorar a ansiedade na vida de alguém:

  • Fatores biológicos: as causas da ansiedade podem surgir através de alguma alteração no neurotransmissor e parte do cérebro que respondem pelos sentimentos, como o sistema límbico, por exemplo.
  • Fatores ambientais: os lugares onde se convive ou frequenta, e o modo de vida do mesmo, podem fazer aflorar a ansiedade.
  • Fatores psicológicos: a ansiedade pode ser gerada em uma pessoa devido a traumas passados, que ela tem medo que aconteça novamente.

Ainda, a ansiedade pode ser causada por doenças como:

  • Hiper ou hipotiroidismo;
  • Asma;
  • Diabetes;
  • Câncer;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Doenças psiquiátricas (depressão, bipolaridade, borderline etc.).

Também, alguns remédios e tipos de substâncias podem fazer aflorar a ansiedade são eles:

  • Anticoncepcionais;
  • Insulina;
  • Anfetamina;
  • Cafeína;
  • Álcool em excesso.

E nos tempos da era digital, não poderíamos deixar de mencionar que o uso excessivo de tecnologia, e as redes sociais além de causar ansiedade, causando tristeza, frustração, entre tantos outros sentimentos que prejudicam nossa qualidade de vida emocional.

Leia também: As 10 principais doenças autoimunes

6 sintomas físicos da ansiedade

A ansiedade quando surge afeta não só a mente, mas também o corpo. Conheça quais são os sintomas físicos da ansiedade:

1. Tremores

A ansiedade pode causar tremores devido ao sistema nervoso central que é atingido pela mesma, causando-lhe tremedeiras.

2. Cansaço

O cansaço é um dos sintomas físicos mais comuns na ansiedade porque a ansiedade é muito desgaste, tanto a mente quanto o corpo, deixando a pessoa esgotada.

3. Sensação de falta de ar ou asfixia

A sensação de urgência muitas vezes sem motivo algum, que vem da ansiedade e faz com que a pessoa sinta que está perdendo o ar ou que está sofrendo asfixia.

4. Coração acelerado

O coração acelera durante uma crise de ansiedade. É uma resposta física ao estado de alerta que a ansiedade provoca.

5. Suor excessivo e mãos frias

Todo o corpo se encontra em sinal de alerta, e isso faz com que se comece a suar, o gasto de energia da ansiedade é absurdo.

6. Boca seca e tontura

Não raro, a boca seca e surge a tontura ou mesmo a sensação de desmaio na hora de uma crise de ansiedade. Todos os sentimentos são tão intensos que a pessoa sente que vai dar “pane no sistema”.

Entre outros sintomas físicos causados pela ansiedade estão:

      • Boca seca, tontura;
      • Náuseas;
      • Diarreia;
      • Desconforto abdominal;
      • Ondas de calor;
      • Calafrios;
      • Micção frequente;
      • Dificuldade para engolir.

8 sintomas psicológicos da ansiedade

Antes de afetar o corpo, a ansiedade afeta a mente, fazendo a vítima ter uma visão distorcida da realidade.

Conheça a seguir, alguns dos sintomas psicológicos causados pela ansiedade:

1. Ver perigo em situações cotidianas

Geralmente as pessoas que têm transtorno de ansiedade maximizam os perigos em situações da vida que não querem encarar. O medo e a ansiedade sentida por essas pessoas são totalmente desproporcionais.

Você provavelmente conhece uma pessoa, ou você é essa pessoa que não consegue fazer uma viagem de avião, pois tem medo de acontecer alguma tragédia. Na cabeça dessas pessoas, é mirabolando até mesmo como as coisas acontecerão e como será o luto e tudo o mais. Um verdadeiro teatro metal, que gera pânico.

Outra situação muito comum, é a pessoa, por exemplo, ir ao médico e fazer um exame simples. E então, o pavor começa a ser gerado, de que ela esteja com uma doença gravíssima que não tem cura, ou ainda pensar que vai morrer. É uma percepção de medo realmente exagerada por parte de quem tem ansiedade.

2. Preocupação excessiva

Todos os sentimentos ansiosos são desproporcionais. E um dos sintomas psicológicos da ansiedade é a preocupação desmedida com o futuro.

Olha para o futuro com preocupação excessiva, acarreta em diversos males para a saúde de uma pessoa, que pode desenvolver doenças gastrointestinais, estresse e ansiedade. E também, o excesso de preocupação com o futuro afeta o sistema imunológico.

Além disso, essa angústia e o volume de detalhes para pensar afeta muito a atenção da pessoa com ansiedade, o que faz com que seja difícil se focar.

Ainda, toda essa preocupação faz com que a pessoa perca a eficiência em sua rotina, o que aumenta ainda mais suas preocupações, tornando isso uma bola de neve misturada com desespero e diversas outras situações negativas.

3. Inquietação

A concentração torna-se uma tarefa impossível, quando se tem ansiedade. A angústia que o ansioso sente é tão intensa que ele não consegue ficar parado fazendo a mesma coisa durante muito tempo. E, muito tempo aqui, diga-se de passagem, são poucos minutos. Ele não consegue. Fica desesperado caminhando de um lado para o outro.

Com isso, o ansioso fica prejudicado naquilo que precisa ser feito, como trabalho e estudos por exemplo. Isso afeta muito a qualidade de vida dele mesmo e de quem está próximo.

4. Medos ilógicos

Os sentimentos negativos fazem com que a pessoa tenha medos que não são reais, que não tem razão de ela estar sentindo aquilo. Ela sente medo um medo excessivo do fracasso, e por isso muitas vezes nem tenta; tem medo de que não seja boa o suficiente, ou seja, ela desenvolve um perfeccionismo exagerado; medo de não ser aceita ou de ficar sozinha.

Os ansiosos são muito autocríticos, e assim, se dizem incapazes de realizar qualquer que seja a tarefa proposta, por mais que este seja capacitado. Esse medo irracional que provém da ansiedade compromete muito a vida da pessoa, fazendo-a se sentir insegura em seus relacionamentos, trabalho etc.

5. Estar sempre à beira de um ataque de nervos

A ansiedade provoca na mente da pessoa a sensação que irá entrar em um ataque de nervos a qualquer momento. Essa pessoa geralmente passa do sentimento de euforia indo às lágrimas em pouco tempo.

Em picos de estresse, começam a surgir esses sintomas de irritação e mudanças bruscas de humor sem nenhuma explicação.

6. Falar em público, nem sonhando

Falar em público realmente é algo terrível para quem tem ansiedade. Só de pensar em estar na frente uma plateia suas mãos gelam, o coração bate mais rápido, a falta de ar chegam e o suor começa a escorrer.

Essa ansiedade em falar em público, esse medo exagerado, pode estar relacionado a diversos fatores, como traumas de infância que ao estar nessa situação, são realmente como um gatilho para ela entrar em uma crise ansiosa.

7. Pensamentos obsessivos

Pensamentos obsessivos são aqueles pensamentos no qual o indivíduo não tem controle sobre imagens e pensamentos angustiantes que passam pela tela mental.

Inclusive há estudos de imagem cerebral que mostram que esses pensamentos obsessivos estão relacionados a uma anomalia neurológica, que ainda não se sabe as causas que estimulam esses pensamentos repetitivos.

O pensamento obsessivo além de ser um sintoma da ansiedade é ainda associado a outros transtornos, como a distimia, o transtorno bipolar e a depressão, por exemplo.

8. Insônia

Certamente a ansiedade afeta a qualidade do sono de uma pessoa. Isso ainda se acentua mais, às vésperas de algum compromisso que é importante para o indivíduo. Ainda, se desligar do que aconteceu durante um dia de trabalho, por exemplo, para o ansioso é muito difícil. As noites são passadas em claro remoendo tudo o que aconteceu, ou que ainda está por vir.

Em casos mais extremos, pode acontecer de até conseguirem pegar no sono, mas acordarem no meio da noite, por ter até mesmo sonhado com a questão que lhe atordoa.

Leia também: As 7 principais doenças causadas pelo estresse

A terapia e o controle da ansiedade

Fazer terapia é essencial para pessoas que sofrem com a ansiedade, sendo que o terapeuta juntamente com o paciente irá entrar em uma relação colaborativa, baseada em diálogo.

O terapeuta oferece ao indivíduo o apoio necessário para que ele possa falar sem medo de ser julgado. O terapeuta irá auxiliar a encontrar os melhores caminhos para que o ansioso tenha uma melhor qualidade de vida.

A pessoa que sofre de ansiedade junto com o profissional irão identificar os possíveis gatilhos e a mudança de alguns comportamentos e pensamentos que podem causar a ansiedade no indivíduo.

E então? Você tem ansiedade? Identificou em você alguns desses sintomas? Então, realize uma teleconsulta e receba orientação médica sobre seus sintomas agora mesmo!