Confira quais ações podem te auxiliar a reduzir as chances de desenvolver a doença, que atinge 635 mil brasileiros por ano.

No Brasil, o câncer é a segunda maior causa de mortes por doença, vindo atrás das cardiovasculares. Um em cada seis brasileiros morre devido ao câncer, conforme informações publicadas pelo Observatório de Oncologia. De acordo com a Abrale – Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, de 80 a 90% dos casos de câncer no Brasil poderiam ser prevenidos caso os fatores de risco para a doença fossem tratados com maior atenção.

Segundo dados divulgados pelo Inca (Instituto Nacional do Câncer) e pela SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia), o atual número é bem maior do que o registrado na última década. Enquanto que em 2010 foram somados 489.270 casos de câncer no país, no triênio de 2020 a 2022 são esperados 625 mil registros ao ano, sendo este um salto de quase 28%.

Atualmente, cerca de 7,6 milhões de pessoas no mundo morrem por conta da doença a cada ano. Mas a Organização Mundial da Saúde – OMS tem como uma de suas metas adotar medidas para reduzir em 25% os óbitos por doenças não transmissíveis até 2025.

Leia também: Saiba como a teleconsulta pode apoiar o diagnóstico e o tratamento do câncer de mama

Médicos plantonistas na palma da sua mão

Quero consultar agora

Médicos plantonistas na palma da sua mão

O Instituto Oncoguia relatou um estudo que aponta que o Brasil pode ter um aumento de 42% nos casos de câncer na próxima década. Em toda a América Latina, a previsão chega a 67% de crescimento da doença. A pesquisa, realizada pela Varian Medical Systems, revela o desafio do sistema público de saúde brasileiro e da América Latina para atender a uma demanda crescente, a qual já existia antes da Covid-19. O estudo aponta para um senso de urgência, uma vez que a tendência é que o problema se agrave, já que o envelhecimento da população vai levar ao aumento da incidência do câncer.

O impacto da pandemia, com a abrupta interrupção de exames e consultas por um longo período, foi mais uma barreira no combate à doença, já que houve ainda um crescimento do consumo de cigarro, de bebida alcóolica e dos índices de obesidade.

O estudo evidencia também que o Brasil tem uma taxa de mortalidade de câncer de 91 a cada 100 mil habitantes, mais alta que a média da América Latina, de 87. Foi realizada também uma comparação com países mais desenvolvidos. Por exemplo, enquanto 60% das ocorrências de câncer de mama nos EUA são diagnosticadas nos estágios iniciais, no Brasil esse índice cai para 20%, e no México, para 10%.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer – Inca, os tipos de câncer que mais atacam os brasileiros são, na ordem abaixo:

  • Câncer de pele
  • Câncer de próstata
  • Câncer de mama
  • Câncer de cólon e reto
  • Câncer de pulmão
  • Câncer de estômago

Leia também: Melanoma – o que é, quais são os sintomas e os tratamentos 

Como prevenir o câncer

Confira, então, as 12 dicas levantadas pelo Inca como apoio para a prevenção ao câncer, que podem ser vistas como “mandamentos” para se ter uma vida mais saudável.

1. Não fume

Fumar aumenta em até 20 vezes a chance de a pessoa desenvolver câncer de pulmão. Além disso, a nicotina está ligada também ao desenvolvimento da doença em outros locais do organismo, como laringe, faringe, cavidade oral, esôfago, bexiga, pâncreas, útero, rim, estômago, intestino, além de alguns tipos de leucemia.

Fumar até mesmo apenas um cigarro por dia aumenta em 64% o risco de morte prematura, mas ao parar de fumar, dentro de 10 anos, a chance de desenvolver o câncer diminui em até 50%. O mesmo vale para cigarros eletrônicos e narguilé, que não são nocivos, ao contrário do que muitas pessoas imaginam.

2. Evite o consumo de álcool

Duas doses por dia, por 40 anos, aumentam em 54% a chance de desenvolver câncer de faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado e intestino. Até mesmo o câncer de mama está relacionado com esse hábito. Portanto, maneirar nas doses de bebidas alcoólicas é um item importante para se prevenir o desenvolvimento da doença.

3.  Evite consumir carnes ultraprocessadas

Bacon, presunto, linguiça, salame, mortadela e peito ou blanquet de peru não são alimentos saudáveis. Os conservantes presentes nesses alimentos e o modo como eles são processados podem provocar danos nas células da mucosa intestinal. Dessa forma, afetam seu DNA, podendo causar um câncer. Consumir 50g por dia de carne ultraprocessada aumenta 18% o risco de câncer colorretal. Isso equivale a duas fatias de bacon ou uma salsicha.

4. Evite exposição ao sol em horários inadequados

Evitar totalmente o sol não só é impossível, como também não é recomendado. Entretanto, entre as 10h e as 16h é quando o sol está mais forte e ele, se tornando um grande vilão de todos os tipos de câncer de pele. Assim, é fundamental sempre sair de casa com protetor solar, chapéu e protetor labial.

5. Evite exposição a substâncias industriais

Agentes químicos, físicos e biológicos, como o benzeno, presente na gasolina, e agrotóxicos, estão relacionados ao desenvolvimento do câncer, principalmente, leucemias e de pulmão.

6. Adote uma alimentação saudável

Parece “mais do mesmo”, mas escolher um menu balanceado para a sua rotina só traz benefícios a curto e longo prazo. Busque consumir vegetais, frutas, legumes, cereais, especialmente os livre de agrotóxicos, já que essas substâncias podem causar, além da intoxicação aguda, alteração nas células, levando ao câncer. Além disso, também recomenda-se evitar o consumo de fastfoods de forma frequente.

7. Mantenha um peso adequado

Essa é uma indicação razoavelmente nova, após recentes estudos, que levantaram a importância de dar ainda mais ênfase agora na prevenção da obesidade, um fator de risco anteriormente não muito relacionado a câncer.

Leia também: Quando a pandemia da obesidade e do coronavírus se encontram

8. Pratique atividades físicas

Os exercícios mais indicadas são os aeróbicos, com movimentos contínuos, prolongados e rápidos, como a corria, dança ou até subir escada. Além de ajudarem a controlar o peso, auxiliam na diminuição do colesterol e fortalecem o sistema imunológico.

9. Use camisinha e vacine-se contra o HPV

O HPV é um vírus sexualmente transmissível que pode causar mutações genéticas nas células do local onde se hospedar. Ele está extremamente ligado aos cânceres de colo do útero, canal anal, pênis e orofaringe. Dessa forma, meninas entre 9 e 4 anos e meninos entre 11 e 14, devem ser vacinados! Caso não seja dessa faixa etária, o uso de camisinha durante o ato sexual é fundamental para se prevenir a doença.

10. Vacine-se contra a hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção causada pelo vírus da hepatite B. Assim como no caso do HPV, ao receber a vacina, a pessoa cria anticorpos contra aquele vírus e, caso ela entre em contato com ele ao longo de sua vida, seu corpo já vai saber como combatê-los.

11. Amamente seus filhos

As mulheres que amamentam podem reduzir cerca de 25% as chances de terem um câncer de mama e também o de ovário. Isso acontece porque ao amamentar, há uma menor produção de estrógeno, hormônio ligado ao desenvolvimento do câncer de mama. Além dos hábitos saudáveis que as mães costumam aderir durante a amamentação, como alimentação adequada e a não-ingestão de álcool.

Leia também: Quais são os 10 benefícios da amamentação para você e seu filho

12. Realize exames preventivos

A mamografia deve ser realizada anualmente por mulheres acima de 45 anos e o preventivo de colo uterino a partir dos 25. A colonoscopia deve ser feita por homens e mulheres com mais de 45 anos e intervalo de cinco anos. O rastreamento para câncer de próstata deve ser feito a partir de 45 anos. Além disso, os exames dermatológicos, com periodicidade determinada pelo especialista, e tomografia helicoidal de baixa dose para fumantes de longa data a partir dos 55 anos também são indicados.

Fale com um médico a qualquer momento

Você tem alguma dúvida em relação à sua saúde ou gostaria de realizar um checkup, para se prevenir de doenças ou tratar de queixas? Nossa equipe médica está à disposição 24 horas. Realize sua consulta online sem sair de casa, do seu celular ou computador, por chat ou vídeo em nossa plataforma. Acesse nosso site, faça o seu cadastro e inicie agora mesmo o seu atendimento. Falar com um médico nunca foi tão fácil! Queremos cuidar de você e sua família.

*Artigo realizado como base para apoio à conscientização no Dia Mundial de Combate ao Câncer, comemorado em 8 de abril. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que organizações ao redor do planeta se reúnam em prol da prevenção dos vários tipos de câncer, além de dar força aos pacientes que lutam contra esta doença.

Fontes:
https://www.inca.gov.br/causas-e-prevencao/como-prevenir-o-cancer
http://www.oncoguia.org.br/conteudo/o-que-e-prevencao/6850/6/
https://jovempan.com.br/programas/jovem-pan-morning-show/mortalidade-por-cancer-sera-30-maior-no-brasil-em-2021-diz-fernando-maluf.html

Quer realizar uma consulta online com um médico?

  • Prescrição digital e pedidos de exames
  • 100% online e com preços acessíveis

Deixe uma resposta